Tecnologia Digital para Supermercado e Delivery

As novas tecnologias digitais estão finalmente começando a moldar os supermercados do futuro, à medida que inovações como programas de fidelidade personalizados, pagamentos móveis e sinalização digital interativa, para citar apenas algumas, estão melhorando significativamente a experiência geral de compras.

À medida que mais marcas começam a implementar essas tecnologias, onde a indústria se posiciona como um todo? Aqui está um resumo de como os supermercados estão adotando a transformação digital em comparação com outros segmentos de varejo, juntamente com as etapas que eles podem tomar para melhorar sua posição, adotando soluções de rede de área ampla com reconhecimento de aplicativo.

Os supermercados em geral certamente perceberam a necessidade de se comunicar com os clientes através de canais físicos e digitais e fizeram grandes progressos para fazê-lo. Além de melhorar a presença na Web de suas lojas para fornecer informações mais ricas sobre os produtos, por exemplo, os supermercados também estão aproveitando as mídias sociais para fornecer avisos de vendas futuras e anunciar a disponibilidade de itens especiais.
As campanhas de marketing digital mais bem-sucedidas são aquelas focadas na frequência e na qualidade do alcance. Quando os compradores ouvem as marcas, esperam que a comunicação seja relevante para eles em nível pessoal. Por exemplo, se um supermercado faz uma promoção de itens sem glúten, eles devem ter como alvo clientes com histórico de compra sem glúten, nem todos os compradores em seu banco de dados. Essa segmentação relevante leva à confiança, o que leva os clientes de volta às marcas várias vezes.

O celular talvez seja o mais promissor para os supermercados, e muitas mercearias implantaram aplicativos móveis valiosos para melhorar o processo de compra dos clientes. Ainda assim, muitos supermercados continuam tendo baixas taxas de adoção de aplicativos, assim como muitos outros setores de varejo.

Uma razão para isso é o Wi-Fi inferior na loja. Muitas mercearias têm Wi-Fi em suas lojas há algum tempo, mas essas redes provavelmente foram implantadas para fins de gerenciamento de estoque, não para clientes. Para a maioria dos compradores, os sinais 4G simplesmente não penetram o suficiente no supermercado para que os aplicativos móveis funcionem. Portanto, os supermercados devem concentrar sua atenção na qualidade do sinal Wi-Fi que disponibilizam aos compradores, garantindo que uma experiência ruim com um aplicativo não desative os clientes para sempre.
De muitas maneiras, os supermercados estão realmente superando outros varejistas no que diz respeito às compras on-line. As mercearias que oferecem compras on-line com opções de retirada na loja, por exemplo, estão se destacando no desenvolvimento de melhores relacionamentos com os clientes com maior retenção.

No geral, os supermercados estão em ritmo acelerado de transformação digital. Ainda assim, como em qualquer caminho de implantação acelerado, sempre há riscos e espaço para melhorias. Os supermercados têm uma excelente oportunidade de aproveitar as análises dos compradores para aprimorar seu envolvimento com os clientes on-line e na loja. Além disso, com as novas tecnologias de pagamento aparecendo quase todos os dias, a oportunidade de agradar os clientes no checkout, geralmente a maior fonte de atrito na experiência de compra, torna-se cada vez mais possível.

Esses sistemas usarão modelagem de tráfego avançada e outras técnicas de qualidade de serviço para garantir que cada sessão de cada aplicativo obtenha o nível de desempenho pretendido pela marca. Esses sistemas “ocultos” serão os heróis da tecnologia de infraestrutura que permitem a melhor experiência digital na loja para os clientes.

Leave A Comment

Related Post

Read More
Read More
Read More
Read More